50 tons de preocupação

Quando estive na Inglaterra, me chamou atenção ao ver em todas as livrarias e supermercados, uma coleção de livros em primeiro lugar de vendas, a saber, 50 tons de cinza, 50 tons mais escuros e 50 tons de liberdade, escritos por uma autora que nunca ouvi falar (E.L. James) e por uma editora desconhecida. Chamou-me atenção e fui pesquisar online sobre estes livros e várias coisas me chamaram atenção e me deixaram no mínimo preocupado, a ponto de escrever sobre esse livro que nem ainda foi lançado no Brasil mas será em agosto.

1 – O livro é o que estão chamando de pornô light. Descreve cenas de intimidade sexual em riquezas de detalhes e a trama básica do livro é sobre experiência (que a autora chama de liberdade) sexual.

2 – O primeiro livro vendeu mais de 10 milhões de cópias em apenas 6 semanas, ficando na frente de sagas populares como Crepúsculo e Código da Vinci.

3- A maioria do publico consumidor é composta de senhoras acima dos seus 40 anos.

Somando tudo isso, o que dá? Dor de cabeça! Ora, sempre que falamos sobre pornografia, pecados da área sexual, de uma forma geral, nosso público alvo são homens, especialmente os jovens.  Mas essas informações nos dizem que não há descanso, tamanho, sexo, idade, status civil para o pecado.

Por muitas vezes achamos que muitos fatores mostram que somos imunes a pecado. Uma pessoas mais carente pode achar que é imune ao orgulho, uma senhora imune à pornografia. Mas não. O que devemos nos lembrar é que Cristo, o rei dos reis, o Superman por natureza, foi abatido pelo pecado. Ele não pecou, mas sofreu o ataque feroz dos seus efeitos no nosso lugar para que assim não confiemos em nós mesmos, mas nEle.

A realidade desse livro, ilustrada até mesmo pelo título dele, mostra como tudo hoje é relativo, como os tons de cinza permeiam a nossa realidade, moral e valores. O mundo sempre vai seguir isso pois é interessante a eles. Mas e nós? Quem vamos seguir? Essas tonalidades cinzas ou a brancura e a certeza do evangelho e seus efeitos?

Deus nos ajude a sempre olharmos para a realidade de tudo com a sua palavra de Cristo, para bem sabermos o que é certo ou errado, e que por aquilo que ele fez, sigamos a luz do mundo, no Senhor.

Em Cristo,

Pr. Léo