Coração Calmo em Meio à Tempestade

“O Senhor me livrará de toda obra maligna e me levará a salvo para o seu Reino celestial. A ele seja a glória para todo o sempre. Amém.”(2 Timóteo4:18)

Paulo tinha o coração calmo em meio às tempestades porque sabia que estava no centro da vontade de Deus para a sua vida. Ele estava a serviço de Deus.

Na cela da prisão em Cesareia, o próprio Jesus apareceu a Paulo e disse: “Coragem! Assim como você testemunhou a meu respeito em Jerusalém, deverá testemunhar também em Roma” (Atos 23:11).

Então, no meio de uma tempestade no mar, um anjo apareceu perante Paulo com esta mensagem de Deus: “Paulo, não tenha medo. É preciso que você compareça perante César; Deus, por sua graça, deu-lhe as vidas de todos os que estão navegando com você” (Atos 27:24)

Testemunhar em Roma… Comparecer perante César…

Paulo sabia que Deus o levaria aonde seria necessário estar – no momento certo, no lugar certo, e com o que quer que fosse necessário para cumprir a missão. Com essas coisas em mente, Paulo conseguia relaxar mesmo dentro de um furacão… logo antes de um naufrágio. Ele sabia que tinha tarefas celestiais para executar em Roma, e sabia que Deus estaria com ele durante qualquer dificuldade que pudesse aparecer ao longo do caminho. Ele estava andando no plano de Deus, e podia descansar no fato que era responsabilidade de Deus ter sucesso – com mares bravos ou não.

O mesmo se aplica ao nosso serviço ao Rei. Não, não nos são garantidos somente momentos calmos e tranquilos, e não nos é prometida a imunidade a naufrágios (ou picadas de cobra!). Mas definitivamente nos é garantido o desfecho tranquilo. Saiba disso: enquanto Deus nos colocar obras a cumprir na terra, aqui estaremos para cumpri-las. Deus nos preservará para isso. E quando esse trabalho estiver concluído, pronto. Ele nos levará para a casa no Céu no momento certo – nem antes, nem depois.

Fonte: http://www.devocionaisdiarios.com.br