Mamãe, não quero ir para o céu!

(História verídica)

“Pastor Tiago,

Semana passada tive uma experiência com o meu filho que gostaria de compartilhar. O diálogo foi o seguinte:
– Mamãe, o que vai acontecer quando eu ficar velhinho?
– Por que essa pergunta, meu filho? O que você quer saber?
– Eu vou ter que ir pro céu?
– Sim, nós vamos pro céu quando morrermos.
– É lá que o vovô está?
– Sim, filho, o vovô está lá.
– Mas o que ele fica fazendo lá o dia inteiro? (a essa altura, ele já estava chorando)
– Filho, ele está com Jesus, louvando a Deus. O céu é um lugar muito gostoso.
– Mas eu não quero ir pro céu! (chorando muito, de soluçar)
Então, eu comecei a falar sobre as ruas de ouro, que ele vai brincar com o leão, que o céu é um lugar lindo, sem dor, sem tristeza, só de alegrias e principalmente que vai estar ao lado de Jesus, que não existe nada melhor do que isso.
Mas não consegui convencê-lo… Ele chorava muito dizendo que não queria ir.
Então, ele pediu:
– Mamãe, então você vai comigo?
– Claro que sim, meu filho! Eu vou estar lá também.
– Mas eu quero que você vá junto comigo. Tenho medo de ir sozinho.
Fui encerrando o assunto, dizendo que eu ia estar lá também, que ele não precisava ter medo de nada…
Depois de algum tempo, quando ele já tinha se acalmado e estava vendo desenho, ele me chamou na sala e disse:
– Mamãe, só pra te avisar; eu não quero ir pro céu!
Bom, fiquei sem saber o que dizer.
O que dizer para um menino de 4 anos a fim de que ele queira ir para céu?
Um abraço.”

Cara irmã,

Depois de ler seu e-mail, fiquei pensando: como somos ainda crianças com mais idade. Consegui ver-me, apegado a este mundo, como o seu filho. A única diferença está na minha maneira mais sofisticada e disfarçada em desejar que o céu seja aqui e agora!

Dê graças a Deus pela oportunidade que você tem, neste momento, de pregar o Evangelho para o seu filho. Que privilégio! Que oportunidade de você ser um instrumento de Deus para salvá-lo. Aproveite!

Tenho algumas sugestões que, possivelmente, possam ajudá-la em um processo a longo prazo:

Primeiro, ensine sobre o inferno. Mesmo que você não concorde, aconselho que ensine seu filho, de forma clara, o outro lado da moeda: o inferno. Talvez não faça isso logo, mas faça no decorrer deste ano. Ao invés de dizer que ele vai para o céu, ensine como a Bíblia faz (cf. Romanos 1-3; Ap. 20:10), ensine sobre o inferno! Por causa dos pecados dele e da desobediência dele contra um Deus santo, ele merece um castigo que nunca terá fim. Observei no seu diálogo que, como mãe e muito provavelmente por causa da pergunta inesperada, você foi dizendo logo que ele iria para o céu. Aconselho que seja ensinado a desgraça que é o pecado e a realidade do que é o inferno para as crianças que não se arrependem e não creem em Jesus, neste mundo. Talvez ele comece a entender o céu e depois brote nele o desejo de querer estar lá. Use as dores e aflições que ele já experimenta. Ensine que no inferno vai ser infinitamente pior. Ensine que a maior dor dele aqui é apenas picadinha de mosquito (muriçoca) comparada ao castigo eterno. Nunca se esqueça de que para o ser humano valorizar a graça (céu), ele tem que primeiro entender e enxergar a malignidade do seu pecado e o terror do inferno que o espera, seja ele uma criança ou um adulto.

Segundo, ensine sobre o novo céu e a nova terra. Um entendimento comum que o seu filho possa estar pensando, é que o céu vai sempre ser noutro lugar e não aqui na terra. No entanto, o céu, quando acontecer a ressurreição, será neste mundo que ele vive, só que perfeito e muito melhor (cf. Romanos 8:18-25; Apocalipse 21-22).

Terceiro, fale sobre os prazeres do novo céu e da nova terra. Depois de mostrar que, na volta de Jesus, o céu será, de forma perfeita e espetacular, onde ele mora agora, pergunte o que ele gosta neste mundo. Dependendo do que ele responder, diga-lhe que será infinitamente melhor. Por exemplo, se ele gostar de um sanduiche feito pela avó, ensine que quando Jesus voltar, o sanduiche da avó será o melhor de todos os tempos. Se ele gosta de brincar, a brincadeira dele lá será extremamente melhor do que a daqui. Noutras palavras, tente mostrar-lhe que os prazeres daqui deste mundo são lampejos do que virá no novo céu e na nova terra (cf. Salmo 16:11; Atos 2:25-28). Um teólogo, chamado Jonathan Edwards, pensando nos prazeres do mundo que vamos ter com Jesus, chegou até a imaginar que ao invés do ser humano ter somente 5 sentidos, poderá ter até 1000 sentidos. Já imaginou? Você pode desenvolver isso que, assim como Jesus, teremos corpos espirituais que podem atravessar paredes (João 20:19 e 26; 1 Cor. 15:44) ou coisas muita mais extraordinárias!

Quarto, ensine sobre o Super-Herói dos super-heróis. Mostre-lhe que o céu é Jesus (cf. João 17:3). Sei que seu filho gosta de super-heróis. Mostre a glória de Jesus para ele. Jesus é que vai livrar (livrou) a gente da dor, do mal, do inimigo, da morte e da vergonha e que ele voltará para ficar conosco para sempre. Mostre como todos os outros super-heróis são muito inferiores a Jesus. Por exemplo, Jesus é o herói mais poderoso do mundo. Ele segura o universo todo com a palavra dEle (cf. Hb. 1:3) e esse herói incomparável veio para morrer por aqueles que creem que Ele é o verdadeiro e maior herói do universo para nos salvar do pecado!

Quinto, ensine que aqueles que vão para o céu serão semelhantes ao herói Jesus. Vejo o seu filho imitando tudo quanto é de herói. Ensine que no céu os cristãos serão semelhantes ao maior herói do universo (cf. 1 João 3:2; Romanos 8:29). Diga: “Já pensou, meu filho, e se você se arrepender e crer que Jesus morreu por você, você terá poder junto com Jesus? Vai dominar o mundo junto com Ele. Você vai até sentar no mesmo trono de Jesus (cf. Ap. 3:21), mandar no mundo inteiro (Daniel 7:13-14;18) e destruirá até os piores inimigos do Universo, os demônios, com Jesus (cf. 1 Cor. 6:2)! Que joia! Isso tudo sabe por causa de quem? Por causa de Jesus! E sabe onde isso vai acontecer? Vai ser tudo aqui, mas tudo novo, no novo céu e na nova terra! Isso somente para aqueles que creem e amam Jesus como suficiente salvador!

Sexto, interceda pelo seu filho. Coloque em prática o sermão de ontem. Ore mais pelo seu filho e peça a Deus que seu filho ame, conheça o Senhor Jesus e deseje que Ele volte (cf. 1 Cor. 16:22) para nós com um novo céu e uma nova terra.
Por último, ensine o catecismo. Gostaria que você fizesse uso do catecismo que a igreja entregou para todas as famílias. Apesar de ser decoreba, aos poucos os conceitos bíblicos vão se sedimentando na criança ou ela mesma vai questioná-la e, então, você terá respostas adequadas e escriturísticas. Aconselho que depois de usar o catecismo infantil, use o Breve Catecismo de Westminster. Ele foi feito para crianças. Isso a auxiliará muito e fará diferença na vida do seu filho. Em breve enviarei para os pais o material que estamos estudando na EBD. Esse material, espero, ajudará também nessa questão de céu.

Eu tinha outras coisas para falar, mas acho que já é o suficiente.
Deus a abençoe, minha irmã!

Pr. Tiago