“Porque eu vos dei o exemplo, para que,
como eu vos fiz, façais vós também.” João 13.15

O andar nas pisadas de Jesus carece de uma observação: “Ninguém pode caminhar sobre as pisadas de Jesus permanecendo quieto. Deve-se estar em movimento.” Isto significa muito mais que o fato de saber algo sobre a pessoa de Jesus; trata-se de um conhecimento embasado na experiência que se adquire durante o pisar sobre as pegadas do Senhor. Também há uma diferença entre seguir as suas pegadas até o final, e segui-las apenas por alguns passos. “Irei contigo por algum tempo, porém, se as coisas não forem como imaginei, te abandonarei.”

Essa atitude tornou-se evidente em João 6.66-69, quando muitos deixaram de seguir a Jesus. Para mérito de Pedro, ele respondeu corretamente. Nesse texto registrado por João, onde Jesus pergunta se os discípulos queriam deixá-lo também, vemos um Pedro se expressando com a resposta mais coerente das Escrituras: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna.” (João 6.68).

Não somente para os dias de Pedro, mas para todos os tempos, Jesus, e somente ele, continua tendo a Palavra que transforma e conduz à vida. No entanto, há muitas pessoas que seguem outros nomes que passaram, mas nenhum deles foi à cruz em seu lugar. Rejeitar a Jesus e seguir a outros, é rejeitar a Deus. Não há outras pegadas para seguir, somente as de Jesus. Este é o compromisso do verdadeiro cristão. É o seu?

Fonte: https://lpc.org.br/