Sobre o Culto Doméstico… – Continuação

Boa noite! Como tem sido os últimos dias no seu lar? Tem tentado e se esforçado para fazer o culto doméstico? A Confissão de Fé de Westminster, no capítulo XXI, seção VI, diz o seguinte com respeito à adoração a Deus:

“Agora, sob o evangelho, nem a oração, nem qualquer outra parte do culto religioso se restringe ou se faz mais aceitável a um certo lugar em que se ofereça ou para o qual se dirija; mas Deus deve ser adorado em todo lugar em espírito e em verdade; tanto em família, diariamente e em secreto, estando cada um sozinho; como também mais solenemente em assembleias públicas…”.

Os puritanos da Assembléia de Westminster tinham a prática de adorar a Deus com suas famílias. Eles levavam isso tão a sério, que até os recém-casados recebiam o pastor em casa para lhes ensinar a como realizar um culto doméstico. Que Deus nos ajude a imitá-los.

Na semana passada, vimos o ensino e o exemplo de Josué para a prática do culto a Deus no lar e respondemos algumas objeções e desculpas. [Clique aqui para ler o texto] Hoje eu quero mostrar alguns benefícios do culto doméstico e oferecer certas instruções pessoais para realizá-lo.

1)   Benefícios do Culto Doméstico: Vamos ver, então, algumas bênçãos que fluem da adoração familiar.

a)   A Glória de Deus. Esse é o maior benefício de todos. Se você fizer o culto doméstico com prioridades acima da glória de Deus, então toda essa prática é vã. Não se iluda, nosso coração é extremamente enganoso. Podemos realizar o que é de mais sagrado com motivações e interesses equivocados. Adore com sua família Deus o Pai, Deus o Filho e Deus Espírito Santo porque Ele salvou você do pecado e da perdição eterna e trouxe a reconciliação. Agora com alegria e gratidão pela salvação, seu maior desejo é honrá-Lo, engrandecê-Lo e louvá-Lo juntamente com a família que Ele lhe deu.  Busque, portanto, em primeiro lugar a glória de Deus e os outros benefícios, se Deus quiser, serão conseqüência.

b)   A Salvação das Crianças. Com o culto doméstico sendo realizado diariamente, seus filhos serão expostos constantemente à verdade da graça salvífica do Evangelho. O Salmo 78 nos ensina a contar a redenção e as maravilhas que Deus fez a fim de que os filhos “pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos”. Richard Baxter uma vez disse: “Se o culto familiar fosse diligentemente feito e apropriadamente realizado, eu acho que a pregação da Palavra não seria o instrumento comum da conversão”.

c)    O Crescimento Espiritual. Não somente a salvação dos seus filhos, mas também o desenvolvimento espiritual da família. O contato diário com a Palavra de Deus no culto doméstico é um meio de graça poderosíssimo para a edificação de todos.

d)  A Preservação da Sã Doutrina. No culto doméstico é ensinado as verdades cristãs. Esse legado é passado dos pais para os filhos como obediência a Deuteronômio 6:6-7. Seus filhos estão aprendendo teologia de uma forma ou de outra. A responsabilidade dos pais é ensinar a teologia bíblica e correta. As devocionais no lar proporcionam a preservação da sã doutrina de uma geração a outra.

e)   O Fortalecimento da Igreja. Se queremos a reforma e o avivamento em nossas igrejas, então é necessário que se tenha uma reforma no lar. Minha oração é que o culto doméstico seja um instrumento para fortalecer espiritualmente as famílias e como consequência as igrejas sejam fortificadas. Oh, que Deus nos dê reformas nos lares para que tenhamos avivamento na igreja!

f)    Treinamento para o Culto Público. Por último, o culto doméstico irá treinar a família, especialmente as crianças, para o culto público aos Domingos. Você vai observar e experimentar o quanto é difícil manter as crianças atentas e ter uma postura de reverência. Com as lutas diárias nas devocionais em casa, as famílias serão preparadas para adorar a Deus na igreja.

2)   Instruções para o Culto Doméstico:

O chefe do lar tem a responsabilidade de convocar os membros da família a fim de adorar o Deus trino. Se o marido for descrente, então a esposa chama os seus filhos e convida o marido para adoração.  Escolha um horário que todos estão presentes. Para mim o melhor horário é depois de uma refeição que temos juntos. Que refeição do dia vocês tomam juntos? Se não tiver nenhum, estabeleça uma refeição com todos e faça o culto depois de comer.

Sugiro que no começo, você não passe de 15 minutos de adoração. Nem muito tempo, nem pouco demais. Mas se tiver tempo o suficiente e você observar que há empolgação da família para continuar adorando, então prossiga! Ore a Deus para que se crie um hábito no seu lar de adorar assim como você escova os dentes, toma banho e se alimenta diariamente.

Desligue os celulares, telefones fixos ou qualquer coisa que venha atrapalhar adoração. Vocês vão adorar o Deus do Universo, não há nada mais importante do que isso no momento!

O culto deve ter os seguintes elementos: a) Oração; b) Leitura da Bíblia; c) Ensino ou Instrução da Bíblia; d) Cânticos ao Senhor.

Eu sempre começo rogando a Deus por Suas bênçãos e que Ele receba a nossa adoração em Cristo Jesus. Logo depois, lemos a passagem de um livro da Bíblia que de antemão havíamos decidido estudar. Sugiro que você inicie com uma carta pequena do apóstolo Paulo ou um livro prático como Provérbios. Eu leio uma passagem que não é longa nem curta demais. Lidero o ensino da passagem para a minha família, enfatizando algo que observei e procurando mostrar que faceta da lei e do Evangelho deve ser apreendida. Às vezes discutimos e conversamos a respeito do que foi lido e ensinado. Depois cantamos louvores ao Senhor e terminamos com pedidos, agradecimentos e louvores em oração.

Nesses últimas dias, tenho introduzido o catecismo para criança para doutrinar a minha filha de 2 anos. A minha filha de 4 meses também está presente nos cultos. Por mais que ela não entenda nada agora, espero que a prática de adoração seja, pela graça de Deus, absorvida natural e imperceptivelmente.

Se você quiser se aprofundar ainda mais sobre o culto doméstico, recomendo que você leia o excelente livro do Dr. Joel Beeke que foi recentemente traduzido pela editora Fiel: http://www.lojafiel.net/produto.aspx?ProCodigo=307

Que Deus nos ajude e nos abençoe a adorá-Lo de todo nosso coração com a família que Ele nos deu.

Em Cristo,

Pr. Tiago Baía.